Skip to content Skip to footer

Programa Agro Plus

Abrange: Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Piauí, Pará, Tocantins, Mato Grosso

Contribuições: Adequação

Iniciativa: O Programa Agro Plus é fruto de parcerias institucionais entre produtores rurais, indústria, sociedade civil, academia, governo e instituições financeiras, para o desenvolvimento de uma agenda sustentável comum. Existe um trabalho de estreita coordenação das atividades entre a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/MT/MG/MS/BA/MA), a Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), a Federação da Agricultura e Pecuária do estado de Minas Gerais (Faemg), o Instituto BioSistêmico (IBS), a Universidade Federal de Viçosa (UFV) e a Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul).

O Programa Agro Plus é oriundo do Soja Plus, um programa da ATER do setor privado. Atua na capacitação do produtor rural para a melhoria contínua da gestão da sua propriedade, com a distribuição de material específico, promoção de cursos sobre saúde e segurança no trabalho, adequação de construções rurais, regularização ambiental, dias de campo e visitas técnicas para análise e monitoramento de indicadores de desempenho socioambientais e econômicos. É um programa que atua em âmbito nacional, para atender às demandas de mercado por produtos sustentáveis, a partir de uma melhor gestão da propriedade rural.


Como contribui para a implementação do Código Florestal: contribui para a eliminação do desmatamento da cadeia da soja, com a ampliação do conhecimento sobre o Código Florestal e sobre as exigências estaduais, disponibilizando materiais didáticos para distribuição aos produtores rurais. Também contribui com assistência técnica e orientações para a regularização ambiental dos imóveis rurais que não estão em adequação com a Lei.


Duração: teve início em 2011, porém é um trabalho de longo prazo e segue ativo.


Financiamento: é financiado por associações de produtores rurais e empresas do setor privado.


Metas de redução de desmatamento: contribui para a eliminação do desmatamento da cadeia da soja, incentivando o cumprimento do Código Florestal. 


Desafios enfrentados: o principal desafio é obter escala, pois ainda são poucas as fazendas aderentes ao programa, considerando o total existente no Brasil. Trata-se de um programa eficiente de ATER, porém é um trabalho caro, o que dificulta as questões de escala. A busca para superar os desafios é a busca por novos financiamentos.


Produtos e mais informações: mais informações e produtos, como relatórios técnicos, podem ser encontrados no site.

© 2022 Observatório Florestal. Todos os direitos reservados.

Assine nossa Newsletter